quarta-feira, 23 de dezembro de 2009

Pseudoescorpião


Foto da internet


Foto do meu bicho (de barriguinha pra cima)

Semana passada minha mãe achou um bichinho no banheiro dela, bem pequenininho, com duas pinças compridas iguais às de escorpião. Mas o bicho não tinha cauda.
Quê isso? Sei lá!
Ela colocou o bicho num potinho com tampa transparente e levou na Vigilância Sanitária. Minha mãe tem um suporte com uns dez ninhos naturais de passarinho no banheiro dela (ela não despeja os passarinhos, ela só pega depois que o ninho é abandonado), então disseram que era "um tipo de piolho de passarinho", mas achei que não parecia piolho.
Comecei a procurar na internet e hoje achei do que se trata: pseudoescorpião. Os pseudoescorpiões são aracnídeos vivíparos, medem entre 3 e 6 milímetros, vivem em baixo de pedras ou em troncos de árvores, mas também podem ser encontrados dentro das casas. Eles são comuns, mas são pouco vistos porque são muito pequenininhos. Se alimentam de ácaros, larvas e pequenos insetos. Injetam veneno em suas presas e as comem depois de mortas, mas não há registros que piquem humanos. Produzem seda e fazem casulos para se abrigar no inverno. Se locomovem por grandes distâncias pegando "carona" em aves, besouros, roedores e até moscas. Assim como os escorpiões, também trocam de pele. Conseguem viver por muitos meses sem água e comida.
Esse aqui está sem água e comida há mais de uma semana, e também estava meio sem ar, já que o potinho não tem nenhuma abertura (se tiver, ele escapa). Hoje cedo, quando ele estava no fundo do pote, abri um pouco pra renovar o ar dele, e ele ficou mais ativo. Pelo jeito ele estava ficando sufocado.
Então tá, agora que a gente sabe o que é, a gente vai matar o bichinho, porque eu não gostaria de encontrar um desses de novo em casa. E vou passar veneno nos ninhos da minha mãe e nuns cantinhos da casa também, já que um outro nome pelo qual ele é conhecido é "book scorpion". Melhor não correr o risco, né?

7 comentários:

regiov disse...

Puxa, que pena que você matou. Poderia simplesmente ter soltado na natureza num local mais afastado. Os pseudoescorpiões parecem ter características sociais bastante avançadas para os aracnídeos:

http://bit.ly/cLiXxQ

Marília disse...

Então, na verdade eu não matei. Até coloquei uma gotinha de água dentro do pote; ele encostou na gotinha e ficou lá um tempão -bebendo, eu acho. Só que uns três dias depois o bichinho morreu.

Marília disse...
Este comentário foi removido pelo autor.
Anônimo disse...

Mania que as pessoas tem de matar qualquer animal que vê? Pra quê isso? Os animais tem os mesmos direitos que nós de viver. Esses animais são totalmente inofensivos, e ainda caçam traças e outros insetos.

Marília disse...

Anônimo, você leu meu comentário acima? Eu não o matei.
Você dizer que as pessoas têm mania de matar qualquer animal que veem dá a impressão de que as pessoas saem por aí matando gatos e cachorros, inclusive. Não generalize.
Você diz que os animais têm o mesmo direito que nós de viver. Então se você encontra uma barata na sua cozinha você deixa ela lá?

joyce soares disse...

Encontrei um e vou soltá- lo na natureza amanhã, achei ele fofo e dei até um nome pra ele.

Anônimo disse...

Ah que lindo parece um escorpião....
Vou procurar no meu banheiro.
Que pena que você matou ele ... é mania do ser humano mesmo.